Que peixes de água doce poderá o pescador encontrar no Brasil? Confira em seguida alguns dos mais conhecidos!

Pirarucu

Um dos mais típicos peixes do Brasil, encontra-se especialmente na bacia do Amazonas, sendo certo descobri-lo em águas calmas e sem corredeiras. Pode chegar aos 100 kg e é um alimento tradicional das populações do Amazonas, pois sua carne é deliciosa. Nem todos os pescadores sabem que o pirarucu tem, algumas vezes, de vir respirar à superfície, pois tem dois sistemas respiratórios: um de brânquias, típico dos peixes, e outro que funciona como um pulmão.

Pintado

Esse é outro ‘ícone’ das águas brasileiras, sendo exclusivo também do continente sul-americano. Os maiores exemplares de que há registo foram encontrados no rio S. Francisco, chegando a 90 kg de peso.

Apapá

Também conhecido como sardinhão-amarelo, esse peixe vive na bacia do Amazonas e do Araguaia. Pode ter até 7 kg de peso. É um animal fácil de encontrar em corredeiras, baías e na foz de pequenos rios.

Truta

É um peixe nativo de climas temperados a frios do hemisfério norte, encontrando-se na Europa, Ásia e América do Norte. Foi trazido pela primeira vez para o Brasil na década de 1940 e hoje é possível encontrá-lo em locais específicos do Sul e Sudeste, como a Serra da Mantiqueira.

Piraputanga

Esse animal é típico da região do Pantanal e da bacia do rio Paraguai. Os especialistas apontam que o piraputanga é bastante rebelde na hora da captura e pode proporcionar emoções fortes aos pescadores. Pode chegar aos 3 kg e 60 cm, deslocando-se com frequência em cardume.

Curimbatá

É chamado de ‘sardinha do Brasil’ pois serve de alimento a um grande número de outros peixes e também de aves. Em resposta, e demonstrando a capacidade de adaptação da Natureza, é dos peixes que se reproduzem em maior número; assim, a probabilidade de alguns escaparem aos predadores aumenta. É possível encontrá-lo por todo o país, do Amazonas até ao Sul.