Rio Miranda, MS: Pesca ilegal, sem documentação

A pesca ilegal continua representando um problema sério no Brasil, e a multiplicação de atos de desprezo pela lei mostra que o problema poderá não ser resolvido tão cedo. No passado dia 27 de julho, o Diário Digital deu conta de mais uma ação de fiscalização das autoridades pegando pescadores ilegais, dessa vez no Mato Grosso do Sul.

Autoridades em ação

A Polícia Militar Ambiental, em uma fiscalização de rotina no Rio Miranda (MS), encontrou um acampamento com sete pessoas. Apesar de todos terem declarado ser pescadores profissionais, só uma pessoa apresentou a documentação necessária. Além da pesca sem documentação, foram encontradas duas armas (um rifle e um revólver) também sem qualquer documento comprovando a legalidade de sua posse. Além disso, os fiscais encontraram os restos de uma capivara e indícios de ter sido morta com o uso das armas.

Dois crimes

Desse cenário resultou que, sendo o uso de armas ilegais e a caça ilegal considerados como crimes, um dos homens foi detido. Os restantes receberam apenas uma multa, no valor de R$1000 para cada, pela infração de estarem pescando sem autorização.

O problema da pesca ilegal

Conseguir uma licença para pescador profissional significa, além do investimento monetário, cumprir um conjunto de condições que se exigem a quem vai interferir na natureza. O pescador licenciado recebe formação para saber como pescar de uma forma sustentável. Além disso, tem uma garantia que o pescador esportivo que pega peixe em quantidades ‘comerciais’ não vai lhe fazer concorrência.

O cumprimento da lei e o licenciamento dos pescadores profissionais é necessário para assegurar a conservação dos recursos naturais e também um mercado justo e equilibrado para todos. Para que o meio ambiente saia valorizado e o peixe seja conservado em benefício de nossos filhos, netos, bisnetos e mais, é necessário que as autoridades de fiscalização cumpram seu trabalho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *