Rio de Janeiro: crime ambiental faz oito vítimas

Em Armação dos Búzios (RJ), oito tartarugas foram encontradas mortas, estando amarradas em um conjunto por seus pescoços. O estranho e macabro achado foi fotografado pelo jornalista que o encontrou, com a notícia sendo divulgada pelo Notícias UOL no passado dia 26 de julho.

Os animais eram da espécie tartaruga-verde, que se encontra ameaçada de extinção e protegida pela lei. O UOL refere que um outro exemplar de tartaruga apareceu também sem vida na zona de Brigitte Bardot, na mesma cidade fluminense.

Causa provável: morte acidental

José Becker, biólogo, declarou ao Notícias UOL que a causa provável do sucedido foi o assassínio acidental das tartarugas por um pescador. Lançando as redes e percebendo o que teria acontecido, o pescador teria amarrado os cadáveres para tentar esconder o crime.

O biólogo alerta que a pesca, sendo uma atividade social e com valor econômico, não vai desaparecer por magia, e que será necessário um trabalho envolvendo os diversos setores da sociedade, desde o pescador ao ambientalista, passando pelos pesquisadores e pelas autoridades. A criminalização simples do pescador não será solução, até porque, acrescenta Becker, as espécies de tartaruga variam de acordo com a região, e é preciso encontrar respostas locais.

Fatos encaminhados ao Ministério Público

Cássio Cunha, secretário buziano do Meio Ambiente, se declarou não só indignado com a situação mas também perplexo (uma vez que foi entrevistado sem antes ouvir a sugestão de explicação de José Becker e estaria, como qualquer cidadão comum, sem conseguir entender o porquê disso). O secretário confirmou que as fotografias foram encaminhadas para as autoridades, para investigação.

Animais jovens: perda de potencial reprodutor

Os animais encontrados são considerados juvenis, pois precisavam ainda de vários anos para virarem adultos com capacidade reprodutiva, o que só torna o crime ainda mais trágico. A tartaruga-verde, que se alimenta de algas, pode viver até os 100 anos e atinge sua maioridade por volta dos 30 anos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *