O Pantanal, considerado como Reserva da Biosfera pela Unesco, é um bioma com características únicas no mundo. A forma como a subida e descida das águas influencia a fauna e a flora torna toda esta região um verdadeiro fenômeno da natureza e uma das maravilhas naturais do Brasil. Naturalmente, a riqueza e diversidade animal de seus cursos de água, fazendo todos parte da bacia do rio Paraguai, convida os pescadores esportivos a desvendar seus mistérios e procurar momentos de pescaria únicos.

Confira em seguida, e de acordo com a revista Pesca e Companhia, três pontos de pesca no Pantanal para fazer turismo.

Corumbá, MS

A proposta é voar até Corumbá e explorar o rio Paraguai na zona do Mato Grosso do Sul, pegando um dos barcos-hotéis da companhia Joice Pesca Tur. Além de passar vários dias passeando pelo rio, em meio a sua vara de pesca e à natureza, com possibilidade de encontrar novos comparsas de pescaria, a oferta inclui também um cruzeiro pela região do Pantanal.

Cáceres, MT: Barco-hotel

Outra hipótese de barco-hotel parte um pouco acima de Corumbá: em Cáceres, já no Mato Grosso. O Barco-Hotel São Lucas do Pantanal tem alguns extras imperdíveis. Proporciona a seus passageiros barcos de pesca (um barco para cada dois passageiros), permitindo procurar o melhor ‘spot’ em meio ao rio Paraguai, mas sem perder o hotel de vista. Mas note que não é um simples bote: é um barco com 6 metros de comprimento, motor de popa de 15 cavalos e cadeiras giratórias! Além disso, a tripulação recebeu formação da Marinha.

Cáceres, MT: hotel

Se preferir recolher a terra ao final de um dia de pesca, experimente o hotel Recanto do Dourado. Apesar de estar situado a cerca de 40 km de Cáceres, o hotel possui translado por terra e pelo rio, passeios de barco na zona, dá para fazer safari para fotos e, claro, terá a sua disposição guias para ajudar a conseguir a melhor pescaria.